Gestão de obras no contexto da revolução 4.0

Compartilhe esse conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A Revolução 4.0 já chegou e seus efeitos são vistos na vida de qualquer pessoa. A evolução da tecnologia é uma marcha constante, e cada vez mais rápida, o que significa que é preciso estar muito atento às mudanças, e ao que podem acrescentar no trabalho de cada um. Por exemplo, você já parou para pensar como fica a gestão de obras na Revolução 4.0?

O uso dos dados estruturados na gestão para otimizar os processos

Esse é um fator impactante da tecnologia da Revolução 4.0 na gestão de ordens de serviço. De modo a combater os desafios de gerenciar estes processos, o uso de dados e outros sistemas de gestão estão se disseminando em uma velocidade altíssima, praticamente sendo adotadas por todo o mercado.

Por exemplo, existe o exemplo dos softwares BIM, Building Information Model, muito usados pelas construtoras, e que ajuda a visualizar os prédios em um modelo 3D. Assim, é muito mais fácil gerenciar a sequência das obras.

Outras pontas do mercado que trabalham com obras tem o seu próprio software específico para ajudar na gestão. Por exemplo, a conservação rodoviária, ou de usinas de energia, tem programas pensados diretamente nos desafios desta gestão.

Ou seja, adotar um programa para otimizar a gestão é um dos pilares da revolução 4.0.

O uso de equipamentos cada vez mais sofisticados

Enquanto os softwares de gestão ajudam os diretores e gestores das obras, os profissionais que estão na linha de frente da mesma também tem acesso à tecnologia para facilitar o seu trabalho. O uso de aparelhos wearables, que podem ser vestidos, se tornam sensores nas roupas e equipamentos e tendem a se tornar itens básicos de segurança.

O uso de drones, e até mesmo de robôs, ajudam a trazer mais segurança para o canteiro de obras e a substituir um pouco do trabalho humano por algo mais automatizado, seguro e eficiente.

Como se adaptar a gestão de obras na Revolução 4.0?

Por conta de toda a tecnologia que existe a disposição das empresas, o maior desafio acaba sendo, na verdade, se adaptar a ela. São muitas aplicações e novas tecnologias, e elas ainda não pararam de evoluir. Portanto, é necessário se manter na corrida para acompanhar, e estar na frente, do mercado.

Algo que é muito discutido no escopo da Revolução 4.0 é a participação humana no processo. Uma empresa pode ter toda a tecnologia disponível, mas se não houver um componente humano, o resultado não é o ideal. O 4.0 não é a substituição do homem pela máquina, mas a união de ambos para criar algo realmente valioso.

Por isso, o gestor de obras 4.0 tem dois papéis fundamentais, neste quesito. O primeiro, é sempre procurar por soluções tecnológicas e inovadoras que permitem que a sua empresa se mantenha competitiva ou uma referência no mercado.

O segundo é conscientizar os profissionais de que estas soluções existem para facilitar o seu trabalho. É importante educar os colaboradores, pois uma ferramenta se torna verdadeiramente poderosa quando todos podem usá-la.

Para quem trabalha com ordens de serviço, a kartado traz ferramentas de grande importância. Ela permite acompanhar e otimizar os processos, com diversas funcionalidades que são voltadas para este trabalho específico. Quer conhecer mais? Então, acesse o site e entenda como funciona o produto!

Você também pode gostar de ler

Geral

Um resumo sobre a Kartado 💙

Você ainda tem dúvidas sobre como as nossas soluções funcionam? Não sabe quais segmentos, serviços e porte atendemos? Não sabe como funciona nosso suporte? Bom,

Geral

13/05 – Dia do automóvel 🚗

Você sabia que hoje, 13/05, é o Dia do Automóvel? Isso mesmo! A data foi criada no ano de 1934 por Getúlio Vargas, que assinou