Tomada de decisão: O que é, quais os tipos, e qual sua importância para o setor de grandes infraestruturas?

Compartilhe esse conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Você sabe o que é tomada de decisão? Quais são os tipos de tomada de decisão que existe? Sabe qual sua importância para o setor de grandes infraestruturas? Nesse post vou te responder a cada uma dessas perguntas, e te explicar como você pode otimizar o processo de tomada de decisão utilizando dados.

Vamos para a leitura? ⬇️

1. O que é tomada de decisão e qual sua importância? 

 A tomada de decisão (TD) nas organizações consiste em fazer uma escolha importante (normalmente dividida entre duas ou mais possibilidades) e que acarretará consequências para o futuro da organização como um todo.

O objetivo é que as decisões tomadas sempre tragam um melhor desempenho e resultado para a organização. Assim, a estruturação e planejamento das decisões são fundamentais para que se alcance esse objetivo e se evite graves consequências e prejuízos.

Portanto, o processo de tomada de decisão implica grande responsabilidade por parte de quem a toma. 

Se você quer saber como tomar melhores decisões, continue a leitura deste artigo! 

2. Tipos de tomada de decisão 

Diante da responsabilidade que é a tomada de decisão, o responsável por esse processo precisa conhecer previamente todas as suas alternativas, de modo que a escolha seja feita da melhor forma possível e sem precipitações. Além disso, também precisa estar preparado para todas as circunstâncias e problemas que podem surgir ao longo da execução.  

O que poucas pessoas sabem é que existem vários tipos de tomada de decisão, e que estas podem se adequar a diferentes situações. Dentre elas, estão as decisões baseadas em: instinto, crenças conscientes, crenças subconscientes, valores, instituição e dados. 

Confira abaixo as características de cada uma: 

2.1 Decisões baseada em instintos 

São aquelas que são tomadas sem pensar direito nas consequências, já que surgem naturalmente, sem embasamento técnico ou estudos prévios. Por esses motivos, certamente não é a forma mais adequada de agir. 

2.2 Decisões baseada em crenças conscientes 

Nesse tipo de decisão, o responsável consegue utilizar suas experiências passadas e suas habilidades para entender melhor o que deve ser feito. Portanto, é mais racional, já que possibilita analisar a situação antes de tomar a decisão que considera mais adequada. 

2.3 Decisões baseadas em crenças subconscientes 

Essas decisões são tomadas conforme os sentimentos apresentados pelo responsável. Ao tomar este tipo de decisão, é preciso ficar atento para que ela não seja estimulada por sentimentos e emoções que não são exatamente as mais adequadas para a situação atual.

2.4 Decisões baseadas em crenças valores 

Essas decisões se apoiam nos valores pessoais do responsável, considerando seu guia moral do que é certo e errado, legal e ilegal. 

 Essas decisões são importantes, já que um indivíduo com valores positivos certamente toma decisões mais corretas, íntegras e coerentes, pois compartilha de sentimentos que lhe permite chegar a resoluções que beneficiam a empresa como um todo. Por outro lado, se possui valores negativos, tende a tomar decisões de forma parcial e que privilegiam apenas a si mesmo. 

2.5 Decisões baseadas na instituição 

As decisões baseadas na instituição são aquelas padronizadas. Geralmente, aplicam-se às grandes corporações que mantém filiais em diversas localidades, já que existe uma normatização conforme a hierarquia da instituição, bem como os valores, deveres e direitos que foram formalmente acordados entre todas as partes. 

2.6 Decisões baseadas em dados 

Nas rotinas empresariais, muita coisa está envolvida em uma decisão. Por isso, os riscos devem ser minimizados ao máximo, e basear-se em dados é a melhor maneira para isso. 

Essas decisões (também conhecida como data-driven) consideram históricos e permitem aplicações de cenários e probabilidades, tornando o processo de tomada de decisão muito mais sistemático, objetivo e racional. Com isso, trazem mais segurança ao indivíduo e podem elevar os níveis de precisão das estratégias empresariais, gerando resultados mais satisfatórios para o negócio.  

Nesse sentido, o ideal é sempre manter uma rotina de organização e armazenamento de documentos para que os históricos de dados estejam disponíveis para consulta a qualquer momento. 

RESUMINDO: Compreender os tipos de tomadas de decisões é uma etapa importante para escolher a mais adequada. Importante ressaltar que elas não são excludentes, portanto, é possível associá-las quando pertinente. E lembre-se: embasamento técnico, experiência profissional e capacidade de diálogo com a equipe devem sempre ser considerados no momento mais crucial da situação. 

Quer saber a diferença entre dados x informações x conhecimentos? Clique aqui!  

3- Por que se basear em dados para tomar decisões é mais seguro?  

Como mencionamos anteriormente, embora a experiência do indivíduo ajude a não cometer os mesmos erros, as decisões baseadas em dados são as que mais tem propensão de darem certo, já que os dados apresentam o que de fato está acontecendo, independentemente se vão contra às expectativas do negócio. 

Embora muitos já tenham esse conhecimento, poucos sabem como otimizar esse processo de tomada de decisões. Mas, não se preocupe! Nós vamos te explicar. 

4- Como otimizar o processo de análise dos dados para tomar decisões? 

Bom, agora que já sabemos o quão importante os dados são, você pode estar se perguntando como aplicá-los na tomada de decisão, certo? 

A aplicação dos dados na tomada de decisão pode ser feita de diversas formas, e uma delas é utilizando a tecnologia como auxílio de forma a otimizar esse processo.  

Embora ainda existam muitas empresas que são resistentes ao uso da tecnologia, esta ajuda na automatização de geração de relatórios e agrega valor estratégico na organização como um todo. Além de ser um facilitador, é um recurso que reduz custos e aumenta a competitividade frente à concorrência. 

Assim, as organizações que atuam de forma estratégica e investem na tecnologia da informação possuem uma gestão mais flexível, ágil e tomam decisões mais assertivas.  

É importante ressaltar o quão importante é estar antenado às coisas que acontecem no mercado e conhecer quais são as soluções inovadoras que de fato auxiliam nas tomadas de decisões. 

5- Tome melhores decisões no seu negócio! 

Ao longo desse artigo, entendemos o que é a tomada decisão, seus tipos, por que utilizar os dados para tomá-las e como otimizar esse processo. 

Aqui na Kartado acreditamos que os dados valem ouro e podem aumentar os resultados do setor de infraestrutura, por isso nossas soluções estão prontas para otimizar esse processo.

Especificamente relacionado aos dados, nosso sistema mantém estes centralizados e a partir disso gera relatórios automaticamente.

Tudo isso com o objetivo de otimizar a gestão de equipes e serviços em grandes infraestruturas, como rodovias e usinas hidrelétricas.

Comente: você usa os dados e a tecnologia para tomar decisões? 

Quer saber mais sobre como nossa tecnologia pode te ajudar? Clique aqui e entre em contato! 

Para não perder nenhum conteúdo, continue acompanhando nosso blog, nos siga nas redes sociais (Facebook, Instagram e Linkedin) e assine a nossa newsletter para receber todas as novidades diretamente no seu e-mail! 

Você também pode gostar de ler