ARTIGO EDU.KARTADO

ARTIGO EDU.KARTADO

Os 09 tipos e exemplos de tomada de decisão nas empresas

Saber reconhecer e compreender os principais tipos e exemplos de tomada de decisão é muito importante, pois a tomada de decisão é uma habilidade em todos os aspectos da vida. E, quando falos no setor de infraestrutura rodoviária e engenharia, principalmente!

Compreender os diferentes contextos e abordagens de tomada de decisão ajuda a tornar as escolhas mais informadas para as instituições. 

A importância desse conhecimento reside no fato de que as decisões impactam nossa vida pessoal e profissional. Moldam nossas carreiras, relacionamentos e o sucesso de nossos empreendimentos. 

Conhecer os tipos de tomada de decisão, como a tomada de decisão programada (rotineira) e não programada (complexa), permite que as pessoas escolham a estratégia mais adequada para cada situação.

Para explorar mais sobre esse tema e como aplicá-lo em diversos cenários, convidamos você a continuar a leitura do artigo que a Kartado separou! 

Descubra como aprofundar seu conhecimento sobre tomada de decisão pode melhorar suas habilidades de liderança, gestão e resolução de problemas!

O que é tomada de decisão? Qual a função?

A tomada de decisão é um processo que envolve a escolha de uma ação ou curso de ação a ser seguido entre várias alternativas disponíveis. Essas decisões podem ser relacionadas a diversos contextos, como negócios, vida pessoal, educação, saúde e muito mais.  

As principais funções da tomada de decisão baseada em dados incluem:

  • Resolver problemas: A tomada de decisão auxilia na resolução de problemas, seja no ambiente de trabalho ou na vida cotidiana. Ela permite analisar a situação, identificar obstáculos e determinar a melhor maneira de superá-los.
  • Estabelecer prioridades: A decisão define o que é mais importante e urgente. 
  • Planejamento estratégico: No âmbito dos negócios, a tomada de decisão desempenha um papel fundamental no planejamento estratégico. As decisões estratégicas moldam o direcionamento futuro da organização e influenciam o alcance de seus objetivos.
  • Gestão de riscos: A tomada de decisão também envolve a avaliação de riscos e benefícios. Minimiza riscos potenciais e maximizar oportunidades.
  • Melhoria contínua: As decisões frequentemente envolvem a análise de desempenho e a busca por melhorias. Através da avaliação constante, as decisões contribuem para o progresso e aprimoramento contínuos.
  • Condução de equipes: Em ambientes de liderança, a tomada de decisão orienta equipes em direção a metas compartilhadas. Líderes tomam decisões que afetam suas equipes e devem fazê-lo de maneira justa.
  • Auto aperfeiçoamento: No nível pessoal, a tomada de decisão é usada para definir metas, escolher caminhos de desenvolvimento pessoal e alcançar realizações pessoais.
  • Conflito e negociação: A tomada de decisão desempenha um papel importante na resolução de conflitos e na negociação. Possibilita, assim, que as partes envolvidas cheguem a acordos e soluções satisfatórias.

A capacidade de tomar decisões é uma habilidade aprimorada com o tempo e a prática. Tornou-se, assim, super necessária para enfrentar desafios, aproveitar oportunidades e alcançar sucesso em diversos aspectos da vida.

Tipos e exemplos de tomada de decisão

A tomada de decisão é um processo importante em todas as áreas da vida e dos negócios. Envolve a escolha de uma ação ou curso de ação entre várias alternativas disponíveis.  

Tendo isso em vista, existem diversos tipos de tomada de decisão, cada um com suas características e impactos.  Confira, abaixo, a lista que a Kartado separou com exemplos de tomada de decisão nas empresas. 

1. Decidir sobre a alocação de recursos financeiros

Este tipo de tomada de decisão é super relevante para empresas e organizações. Envolve a distribuição de recursos financeiros, como orçamento, para diferentes áreas, projetos ou investimentos. 

Por exemplo, uma empresa pode decidir alocar uma parte significativa de seu orçamento para pesquisa e desenvolvimento para impulsionar a inovação. Essa decisão afeta diretamente o crescimento e a competitividade da empresa, bem como seu sucesso a longo prazo.

2. Determinar preços de produtos ou serviços

Definir preços é uma decisão que afeta diretamente a receita e a lucratividade de uma empresa. Ao estabelecer preços, as empresas consideram fatores como custos de produção, concorrência, valor percebido pelo cliente e elasticidade da demanda. 

Uma decisão de preço errada resulta, como consequência, em perda de clientes devido a preços muito altos ou perda de receita devido a preços muito baixos. A escolha dos preços tem um impacto significativo nos resultados financeiros.

3. Selecionar fornecedores e parceiros de negócios

A tomada de decisão relacionada à seleção de fornecedores e parceiros de negócios assegura que uma empresa tenha acesso a recursos de alta qualidade e parceiros confiáveis. 

E esse fator tem ainda mais peso nos campos de engenharia e obras, em que muitos contratos acabam sendo realizados com o governo, como é o caso das concessões rodoviárias. 

Escolher um fornecedor de matérias-primas de alta qualidade ou um parceiro de negócios que compartilhe valores semelhantes pode influenciar diretamente a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos pela empresa. 

A tomada de decisão é uma parte essencial da gestão de negócios e da vida cotidiana. Os exemplos acima ilustram como diferentes tipos de decisões impactam organizações e indivíduos de maneira significativa. 

Aliás, cada decisão envolve avaliação cuidadosa, análise de riscos e consideração das implicações a longo prazo. Dominar a arte da tomada de decisão é fundamental para o sucesso em qualquer empreendimento.

4. Decidir sobre expansão geográfica

Este tipo de decisão é comumente enfrentado por empresas que desejam crescer e explorar novos mercados. A expansão geográfica envolve a abertura de novas filiais ou escritórios em diferentes locais geográficos. 

A decisão de onde expandir e quando fazê-lo é muito relevante, pois impacta diretamente os custos operacionais, a base de clientes e a exposição a novos desafios de mercado. Uma expansão bem-sucedida leva ao crescimento da empresa, enquanto uma decisão equivocada resulta em prejuízos bastante expressivos. 

5. Estabelecer políticas de recursos humanos

A gestão de recursos humanos envolve uma série de decisões, desde a contratação de funcionários até políticas de remuneração, treinamento e desenvolvimento. Decisões relacionadas à cultura organizacional, políticas de benefícios e avaliação de desempenho também fazem parte desse conjunto. 

Políticas de recursos humanos que sejam eficientes, podem reter talentos, promover um ambiente de trabalho positivo e impulsionar o desempenho da equipe. Por outro lado, decisões inadequadas podem resultar em altas taxas de rotatividade, insatisfação dos funcionários e queda na produtividade.

6. Definir metas de produção 

Estabelecer metas de produção é uma parte fundamental da gestão de operações e vendas de uma empresa. As metas determinam a direção que a empresa deve seguir e servem como indicadores de desempenho.

Quantos apontamentos resolveremos em um dia?  Quais serão as metas dos apontadores de obras, gerentes e outros profissionais que estão atuando nas obras de infraestrutura rodoviária?

Definir metas muito ambiciosas ocasiona em problemas de qualidade ou esgotamento da equipe, enquanto metas muito conservadoras limitam o crescimento e a realização do projeto. 

7. Avaliar investimentos em pesquisa e desenvolvimento

As decisões relacionadas a investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) são indicadas para a inovação e o crescimento de empresas em setores competitivos. 

Determinar quais projetos de P&D merecem financiamento e recursos é uma tarefa complexa. Investimentos bem-sucedidos em P&D ocasionam em produtos ou tecnologias inovadoras que impulsionam a empresa à frente da concorrência. 

No entanto, a alocação inadequada de recursos para projetos de baixo retorno pode desperdiçar recursos que poderiam ser destinados a outros fins. 

A tomada de decisão é uma habilidade vital que influencia o sucesso de organizações e indivíduos. Os exemplos acima ilustram como diferentes tipos de decisões têm impactos substanciais e podem moldar o futuro

Afinal, como já é possível observar, cada decisão envolve avaliação cuidadosa, análise de riscos e consideração das implicações a longo prazo.  

8. Decidir sobre aquisições ou fusões

A decisão de adquirir outra empresa ou fundir-se a uma organização existente é um marco que deve ser muito bem avaliado, independente do porte da instituição. Afinal, pode afetar a estratégia, o tamanho e a posição no mercado de uma empresa. 

A escolha certa abre novas oportunidades de crescimento e sinergia, enquanto uma decisão equivocada pode resultar em problemas financeiros, culturais e operacionais. 

Aquisições bem-sucedidas, deste modo, impulsionam o crescimento e a rentabilidade de uma organização, enquanto fusões mal planejadas podem levar a perdas substanciais.

9. Escolher tecnologias e sistemas de informação

A decisão de implementar um novo sistema ERP, adotar tecnologias de análise de dados ou migrar para a nuvem pode ter um impacto profundo na eficiência operacional e na capacidade de uma empresa de se manter competitiva. 

Decisões bem informadas nesse âmbito otimizam a produtividade, a tomada de decisões baseadas em dados e a satisfação do cliente. Apesar disso, escolhas inadequadas resultam em custos elevados, problemas de integração e falhas tecnológicas.

Guia para tomada de decisões

Baixe nosso guia prático voltado para tomada de decisões.

Baixar guia prático com dados e indicadores para tomada de decisões.

Como funciona o processo de tomada de decisão? As etapas

O que são tomadas de decisões responsáveis? A tomada de decisão no setor corporativo é um processo complexo capaz de determinar o sucesso de uma organização. 

Envolve várias etapas que ajudam a identificar problemas, avaliar alternativas e implementar as melhores escolhas. Confira, por isso, os detalhes relacionados às etapas. 

Identificação do problema

O primeiro passo do processo de tomada de decisão é identificar claramente o problema ou a oportunidade que requer uma decisão. Surge de várias fontes, como feedback dos clientes, problemas operacionais ou oportunidades de mercado.

Coleta de informações

Após a identificação do problema, a próxima etapa envolve a coleta de informações relevantes. Iinclui dados, análises de mercado, feedback dos stakeholders e outras fontes de informações pertinentes. Quanto mais completa e precisa for a coleta de informações, mais sólida será a base para a tomada de decisão.

Análise das alternativas

Com as informações em mãos, a organização pode começar a analisar as alternativas disponíveis. Isso envolve a geração de diferentes soluções para o problema identificado. 

Cada alternativa é avaliada quanto aos seus méritos e desvantagens. Métodos como análise SWOT (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) e análise de custo-benefício podem ser utilizados para ajudar na avaliação.

Escolha da melhor alternativa

Uma vez que todas as alternativas foram cuidadosamente analisadas, a organização está pronta para escolher a melhor alternativa. 

Envolve a consideração de critérios específicos, como viabilidade, impacto financeiro, alinhamento com os objetivos estratégicos e aceitabilidade pelos stakeholders. A escolha é feita com base em uma avaliação completa e objetiva.

Implementação e acompanhamento

A tomada de decisão não termina com a escolha da melhor alternativa. A implementação também é super importante. Faça a alocação de recursos, designação de responsabilidades e criação de um plano de ação. 

O acompanhamento contínuo assegura que a decisão seja executada conforme planejado e que os resultados desejados sejam alcançados. Durante essa fase, ajustes podem ser necessários com base no feedback e nas mudanças nas circunstâncias.

Destacamos que o processo de tomada de decisão é iterativo e contínuo. À medida que novas informações surgem e as circunstâncias mudam, as decisões precisam, como consequência, ser revisadas e ajustadas. Além disso, a colaboração e a comunicação eficazes dentro da organização desempenham um papel vital em todas as etapas do processo de tomada de decisão.

O processo de tomada de decisão no setor corporativo é uma abordagem estruturada e sistemática para resolver problemas e aproveitar oportunidades. 

Cada etapa, desde a identificação do problema até a implementação e acompanhamento, desempenha um papel crítico na garantia de que as decisões sejam bem fundamentadas e alinhadas com os objetivos da organização.  

FAQ | Perguntas e respostas 

Confira, abaixo, o FAQ de perguntas e respostas que a Kartado separou sobre exemplos de tomada de decisão no ambiente corporativo. 

Qual é o objetivo da tomada de decisão?

O objetivo da tomada de decisão é escolher a ação ou o curso de ação mais apropriado entre várias alternativas disponíveis. Isso é feito com o propósito de resolver problemas, aproveitar oportunidades, atingir objetivos e alcançar resultados desejados. 

Em um contexto empresarial, a tomada de decisão visa melhorar o desempenho, impulsionar o crescimento e garantir a sustentabilidade da organização.

Quais são os pilares da tomada de decisão?

A tomada de decisão é sustentada por três pilares fundamentais: informação, análise e ação. Informação refere-se à coleta e avaliação de dados relevantes. A análise envolve a interpretação desses dados para entender as implicações de cada alternativa. 

A ação, enquanto isso, é a implementação da decisão escolhida, com um plano claro e medidas de acompanhamento para avaliar o progresso.

Qual a importância da tomada de decisão?

A importância da tomada de decisão reside na sua influência direta nos resultados e no sucesso de uma organização ou indivíduo. Decisões bem fundamentadas levam a melhores resultados, aumento da eficiência e alcance de objetivos estratégicos. 

Por outro lado, decisões inadequadas resultam em perdas financeiras, desperdício de recursos e consequências negativas para a reputação e a saúde de uma organização.

Quais são os fatores que podem influenciar a tomada de decisão?

A tomada de decisão é influenciada por uma série de fatores, que incluem dados e informações disponíveis, objetivos e metas, valores pessoais e organizacionais, pressões do ambiente externo, limitações de tempo e recursos, experiências passadas e a complexidade da situação.

Quem faz a tomada de decisão?

A tomada de decisão é realizada por uma variedade de atores, dependendo do contexto. Em uma organização, os gestores e líderes de equipe frequentemente tomam decisões relacionadas a suas áreas de responsabilidade. 

No entanto, a tomada de decisão também pode ser descentralizada, envolvendo membros da equipe em todos os níveis. No âmbito pessoal, os indivíduos são responsáveis por suas próprias decisões em suas vidas e carreiras.

Como é feita a tomada de decisão?

A tomada de decisão é um processo que geralmente envolve várias etapas. Começa com a identificação do problema ou da oportunidade que requer uma decisão. Em seguida, a coleta de informações relevantes é realizada, seguida pela análise das alternativas disponíveis. 

A melhor alternativa é escolhida com base em critérios específicos. Após a escolha, a implementação da decisão e o acompanhamento são essenciais para garantir que os resultados desejados sejam alcançados. 

O processo pode ser mais ou menos formal, dependendo da complexidade da decisão e do contexto, mas a abordagem estruturada geralmente leva a resultados mais efetivos. 

E então, tem mais algum exemplo de tomada de decisão? Também indicamos que conheça nosso artigo sobre ferramentas para tomada de decisão

Veja também:

Cadastre-se gratuitamente na Edu.Kartado e receba os conteúdos em primeira mão!

Não se preocupe, seremos gentis com a sua caixa de entrada! :)

    Nome

    E-mail

    Empresa